Impressão no formato A3 em papel algodão

 

Débora Mazloum

 

É artista plástica. Formada em cenografia pela UFRJ e cinema pela Estácio de Sá, é mestre em Processos Artísticos Contemporâneos pela UERJ(bolsa CAPES)em 2016. Nascida no Rio de Janeiro, atualmente vive e trabalha em Brasilia, onde teve sua filha Maitê. Desde 2019 participa do grupo de acompanhamento Clinica de aprofundamento do ateliê 397, de modo remoto. 

 

Os deslocamentos entre cidades feitos pela própria artista assim como pela sua família desde da saída de sua bisavó da Espanha até Salônica, depois de seu pai do Egito para o Brasil, do seu outro avô de Pernanbuco para o Rio,  reverberaram em sua pesquisa questões relacionadas a imigração, a colonização botânica e ao modo de ver e entender a história. Suas obras elaboram diálogos históricos entre tempos diversos, buscando desenvolver relações entre a natureza, a paisagem e a poética das viagens e com isso a possibilidade de construção de novos espaços híbridos, através de instalações, paisagens e objetos.
 

Em 2020, participou da residência on-line Possible Futures, da Ev Largo das Artes.  Entre as principais exposições estão a coletiva Rumor, na Caixa Cultural de Brasilia em 2020, a exposição Sobrefalas na galeria Kasa também em Brasilia em 2019. Em 2018 participou da exposição Jardim Atlântico apresentada no Paço Imperial do Rio de janeiro e no Colégio das Artes em Coimbra. Em 2017 expôs no 20º Festival Internacional de Arte Contemporânea Sesc VideoBrasil SP, no Salão Anapolino em Goiás e em 2015 fez parte do Projeto Plantabaixa no Jardim Botânico do Rio de janeiro, sendo este fruto de uma residência de 6 meses no local. Participou ainda da residência LabVerde na Amazônia em 2017 e em 2014 realizou uma exposição individual Paisagens Hybridas no Sergio Porto, Rio de janeiro.

"Port Said" | Debora Mazloum | 2015

R$ 150,00Price